EVENTOS ANTERIORES

SENAI Piracicaba

01-09-2015

Também no primeiro dia de setembro, no Senai de Piracicaba (interior de São Paulo), aconteceu o ciclo de palestras do Rota do Reparador com as marcas Elring e NGK. O evento, que contou com mais de 200 inscritos, teve a participação de diversos profissionais da área, além de alunos da própria Escola Senai Mário Henrique Simonsen.
José Carlos de Arruda, da oficina Radiadores Nota 10, disse que achou tudo excelente: “eu tenho uma oficina há quatro anos e quero expandir para um autocenter. E para isso nós precisamos de infomação. Nós aprendemos coisas aqui que utilizaremos na oficina e quem prestou atenção fará bom uso das informações”. E sugere: “esse tipo de evento tinha que acontecer com maior frequência, de três em três meses se for possível. Eu gostaria de ver uma palestra sobre transmissão automática, que é a tendência do mercado. Além disso, também acho que as palestras deveriam ter mais tempo.”
Já o reparador Gilberto do Nascimento, da Monobloco Centro Automotivo, que tem cadastro e recebe o jornal Oficina Brasil, ficou sabendo do evento pela equipe do Rota do Reparador por telefone, entrou no site e se cadastrou para o evento. “Eu me inscrevi porque os reparadores têm carência grande nessa parte de informações técnicas. E eu aproveitei a oportunidade porque é um evento gratuito voltado para nós, reparadores. Não podia deixar passar, pois é muito difícil ter esse tipo de palestra”, desabafou. Nascimento disse ainda que gostaria de ver uma palestra sobre os motores com tecnologia downsizing: “essas tecnologias vieram para ficar e que nós devemos aprender a fazer a manutenção da forma correta”.
Para a carreira do profissional da reparação independente, o evento é importante para transmitir conhecimento técnico: “com as informações que recebemos aqui, nós cometemos menos erros”, disse Edvandro Bastos Campina, da W Transmatic Oficina de Câmbio.
E Campina deixou claro, assim como os demais participantes, a carência que os reparadores têm deste tipo de evento.
Assim como o colega Gilberto do Nascimento, Edvandro também acredita que palestras sobre transmissão automática seriam importantes para o setor: “a minha área é de câmbios, mas ainda precisamos de mais treinamentos para poder mexer nas novas tecnologias, como transmissão automatizada e câmbio CVT.

VOLTAR PARA EVENTOS