EVENTOS ANTERIORES

SENAI Suzano

01-09-2015

O Rota do Reparador continuou sua jornada pelo estado de São Paulo no dia primeiro de setembro, com palestra na unidade do Senai em Suzano, na Escola Luís Eulalio de Bueno Vidigal Filho, na região metropolitana da capital paulista.
“Esse tipo de palestra não é importante somente para mim, mas para todos os meus colaboradores”, contou o proprietário da Mecânica Chiquinho, Francisco Severiano Alves. O empreendedor levou os cinco funcionários de sua empresa e foi acompanhado pela esposa: “nós temos que trabalhar de acordo com o manual do veículo, hoje a evolução é tão grande que nós temos que acompanhar. Temos que estar antenados”, afirmou. “Comparecer a palestras é muito bom, tira dúvidas e com certeza eu voltarei a participar das outras edições”, confirmou.
Rafael Garcia Pereira, funcionário do Francisco Severiano Alves na Mecânica Chiquinho, aproveitou bastante o momento: “não podemos deixar passar nenhuma oportunidade de nos aprimorarmos na nossa profissão”.
Alex Henrique Molder, instrutor da Snap-on, falou sobre os equipamentos de diagnósticos da Sun: “o carro evoluiu, as ferramentas acompanharam essa evolução, mas nem sempre os reparadores fizeram o mesmo. Hoje a intenção é mostrar que existe uma forma correta de fazer diagnóstico no carro. Por isso eu coloco exemplos de defeitos que os carros podem apresentar, quais podem ser os possíveis diagnósticos e quais equipamentos utilizar nessas situações”.
O jovem Vinicius Macedo Viana de Sá, da Oficina Mecânica DBS, é reparador há um ano e seis meses e já percebe a importância do ciclo de palestras do Rota do Reparador: “me inscrevi por conta própria e tenho interesse para me adequar às demandas do mercado”, disse.
“Passar o conhecimento é importante para fazer todo o mercado de lubrificantes funcionar. A grande dificuldade é vender um produto que o reparador não tem conhecimento total das informações técnicas. Passando esses conhecimentos para o profissional da reparação independente faz-se com que eles vendam mais e, consequentemente, vendemos mais em toda a cadeia”, concluiu Paulo Cesar de Jesus Rios, palestrante da Mobil.

VOLTAR PARA EVENTOS