EVENTOS ANTERIORES

SENAI Leopoldina

27-08-2015

A Escola Senai Mariano Ferraz da Vila Leopoldina, na zona oeste de São Paulo, também recebeu, no dia 27 de agosto, o ciclo de palestras do Rota do Reparador. Na unidade compareceram cerca de 200 reparadores e estudantes, que tiveram a oportunidade de receber treinamento das marcas japonesa NGK e alemã Elringkingler.
O vice-presidente do Sindirepa-SP, Salvador Parisi, compareceu à abertura do treinamento. “Vocês têm de aproveitar e ver que há uma enorme transformação no nosso mercado”, disse aos participantes. Parisi comentou: “a participação dessas empresas, como a NGK e Elring, fornecendo informação, é extremamente importante. E a participação ativa dos reparadores independentes com relação à informação e treinamento que recebem, também”.
Alexsandro Dias Santos disse que, apesar da abertura de algumas montadoras às informações técnicas, ainda falta conteúdo para quem trabalha no aftermarket: “não digo só para o reparador, mas também para o distribuidor ou vendedor de autopeças. Falta para todas as categorias. E existem alguns produtos no mercado que foram apresentados no evento de hoje que nós ainda não temos acesso, por conta da falta de informação”.
Já Edson Tadashi Hashimoto, que trabalha na Auto Company, confessou a dificuldade que tem para trabalhar com a pouco conteúdo técnico que os reparadores recebem: “se você quer fazer um trabalho com qualidade vai precisar de peças de alto nível. A exemplo do que tivemos nas palestras sobre juntas e parafusos para fixação de cabeçote”.
Marcelo Santos, palestrante da Elring, parabenizou a estrutura do evento e do Senai da Vila Leopoldina: “eu quero parabenizar todos os envolvidos pela ideia e realização do evento. Nós aproveitamos para falar dos produtos conhecidos e também daqueles que os reparadores não conhecem, pois cada participante aqui tinha um grau de conhecimento diferente”.
Já Márcio Silva, instrutor da NGK, ficou surpreso pelo número de inscritos no ciclo de palestras da Escola Senai Mariano Ferraz: “eu achei muito legal, foi muito bem organizado, tinham muitos reparadores. Nossa palestra teve bastante participação, tanto que até estouramos o tempo previsto. Eu dava aula no Senai até o ano passado, então eu sei como é complicado para o setor de reparação obter informações. O pessoal é carente de informação nesse meio, então esse tipo de evento é sempre bem-vindo”, concluiu.

VOLTAR PARA EVENTOS